Hostplan - Items filtered by date: Julho 2015

O uso da nova MDI é facultativo, pois na versão 11.8x ainda é possível usar o BackOffice antigo,  basta acessar a pasta onde o sistema foi instalado e usar o executável dentro das pastas de seus respectivos módulos.

O uso da nova MDI está disponível desde a versão 11.40, porém apenas a parti da versão 11.80 as empresas tem obtido sucesso em utilizá-la.

 

PROCESSOS NÃO MIGRADOS

Primeiro de tudo vem as questão que poderiam impossibilitar o uso do novo BackOffice, pois existem alguns processos que não estão disponíveis, como exemplo:

- Processo de Escrituração no Nucleus;

- Relatório de Razão no Saldus;

- Relatório de Folha Analítica no Labore;

- Alguns relatórios fiscais no Liber.

Então para o uso da nova MDI, deve ser visto todos os processos que a sua empresa usa foram migrados para a nova MDI e disponibilizado na versão utilizada, pois isso pode impactar bastante no dia-dia da pessoa que opera o sistema, tendo que ficar alternando entre a MDI antiga e nova.

 

RELATORIOS EM DELPH

Na versão 11.8x a nova MDI ainda permite a visualização dos relatórios em DELPH, porém a geração deles acaba ocorrendo vários erros e não funciona corretamente.

O que se sugeri é colocar a execução desses relatórios em JobServer, essa opção fica disponível nas configuração do relatório, porém alguns relatórios ainda não são executados corretamente, nos obrigando a executa-los na MDI antiga.

 

REVISÃO DOS PERFIS

A definição de acessos dentro do perfil são diferentes entre as interfaces, então todas as permissões dos módulos devem ser revisadas, principalmente os módulos do Nucleus e Fluxus.

 

- Prós

Fácil navegação, podendo transitar entre os módulos do sistema de maneira eficaz;

Processos podem ser cancelados durante a execução;

- Contras

Mudança drástica gerando receio do usuário de usar o novo modelo;

Alguns processos não foram migrados ou não funciona em total perfeição.

 

A escolha de usar o novo modelo de BackOffice vai depender dos processos no qual o usuário executa.

É bom os usuários começarem a se adaptar o novo modelo, pois está previsto a obrigatoriedade dele para a versão 12. 

Published in Totvs RM

O Gmail pegou o sistema de inteligência artificial do buscador e do assistente Google Now emprestado para ficar ainda mais eficiente no combate ao spam. Isso que o serviço de e-mail do Google é um dos melhores, em termos de combate a spam: em média, menos de 0.1% das mensagens que chegam à caixa de entrada são problemáticas, e só 0.05% das que vão para a caixa de spam chegaram lá por engano.

A companhia anunciou que o filtro do Gmail passará a usar uma rede neural artificial para detectar e bloquear um tipo de spam especialmente chato de se combater: aquele que se faz passar por um contato do destinatário e consegue enganar o Gmail.

Quando o usuário clica nos botões que informam se uma mensagem é ou não spam, ele não está apenas tomando uma decisão pontual, mas também ajudando o Gmail a compreender os seus costumes. "Reconhecemos que nem todas as caixas de entrada são iguais", escreveu o gerente de produto Sri Harsha Somanchi no blog do Gmail.

A inteligência artificial será usada para melhorar esse julgamento. Somanchi usou como exemplo os e-mails marketing, que tem gente que ama e gente que odeia. "Com avanços em aprendizado de máquina, o filtro de spam agora consegue refletir essas preferências individuais."

As empresas que usam o Gmail ganharam um pacote chamado Postmaster Tools, ferramentas de análise que informam por que certos e-mails não estão sendo entregues aos destinatários. A ideia é ajudar remetentes legítimos a se desvincularem cada vez mais dos spammers.

Published in Google

Área Restrita

Contato

 
Av. Rio Branco, 257, 1501/1502, Centro,
Rio de Janeiro, RJ

(21) 3005-3079
(21) 972951220

JoomShaper